Doenças alérgicas

As explicações de uma médica

Como agir perante uma reação alérgica grave? 

A doença alérgica resulta sempre de uma resposta exagerada do nosso organismo a determinadas substâncias, o que desencadeia uma série de sintomas e sinais que são diferentes de doente para doente.

Em alguns doentes esta reação alérgica pode ser muito grave, atingir vários órgãos alvo ao mesmo tempo (pele, mucosas, sistema respiratório, sistema cardiovascular, sistema gastrointestinal) o que constitui um episódio de anafilaxia ou choque anafilático e que se não for tratado rapidamente pode ser fatal.

Todos os episódios de anafilaxia podem potencialmente evoluir para a morte. O tempo médio para ocorrer uma paragem cardíaca ou respiratória pode variar entre 15 a 30 minutos.

O impacto da anafilaxia tem vindo a aumentar na população portuguesa e muitos destes episódios ocorrem em casa, num restaurante, durante um passeio ao ar livre em que somos picados por uma abelha ou uma vespa. É assim essencial que a população em geral reconheça esta entidade clínica e esteja preparada para atuar numa situação de emergência como esta.

A administração imediata de adrenalina intramuscular nos primeiros 5 minutos após o aparecimento dos sintomas é vital para otimizar o tratamento e minimizar a mortalidade, salvando vidas.

A incidência aproximada é de 50-2000 episódios/100.000 pessoas ano, com uma prevalência durante a vida de 0,5 a 2%. A mortalidade varia entre 0,0125 a 0,3 mortes/ 100.000 habitantes.

Ler mais

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.